Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Cuidados com o rosto

Limpe cuidadosamente a pele antes de se maquilhar. Geralmente aconselha-se fazer uma limpeza duas vezes por dia. É preferível não usar sabão, mas sim água morna e um leite desmaquilhante ou uma solução suave. Escolha produtos sem álcool.

Trate da pele da cara com delicadeza, sobretudo se tiver falta de plaquetas. Conseguirá desta forma prevenir a aparição de pequenos hematomas e nódoas negras.

Após a limpeza, aplique um creme hidratante para impedir que a pele fique seca.

Escolha o creme em função do seu tipo de pele (seca, normal, oleosa...). Os produtos hidratantes são mais eficazes quando aplicados na pele ligeiramente húmida.

Aplicar delicadamente o produto na cara e no pescoço, para que este penetre melhor, vá massajando com pequenos movimentos de cima para o exterior.

 

Diferentes tipos de rostos:

 

  

1- Oval puro

2-Em forma de diamante

3- Triângulo com base mais longa

4- Quadrado: redondo com recantos planos

5- Redondo puro

6- Cara longa, oval no comprimento

7- Triângulo invertido

 

 

 

 

 

publicado por Leandro às 20:39

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Cuidados com a pele em geral

         Alguns tratamentos podem causar na pele irritações inestéticas ou incomodativas.

          O facto da pele ficar seca é uma reacção frequente. Pode evitar isso deixando de tomar banho e duches prolongados. Se não o conseguir evitar, deve adicionar óleo na água do seu banho. Aplique igualmente um leite corporal, um creme ou um óleo hidratante no seu corpo. Os produtos penetram melhor se humidificar primeiro a sua pele. Nunca usar produtos à base de álcool, visto que estes secam a pele. É o caso da maioria dos perfumes, águas-de-colónia e loções. Se quiser colocar um pouco de perfume, aconselha-se a fazê-lo por cima do vestuário. Experimente utilizá-lo no interior da sua roupa para verificar se não lhe causa manchas ou descoloração do tecido.

         Se tiver de submeter-se a tratamentos de radioterapia, os enfermeiros e o seu médico assistente vão aconselhá-la nos cuidados especiais a ter com a pele.

         Durante a quimioterapia, alguns medicamentos tomam a pele hipersensível ao sol, podendo provocar-lhe uma pigmentação acrescida. Use protectores solares adaptados (índice 15, no mínimo). Proteja a pele usando sempre vestuário de manga comprida e calças. Deve proteger também a cabeça usando, por exemplo, chapéu. A exposição ao sol é desaconselhada se estiver a fazer tratamentos de quimioterapia ou radioterapia.

           Se o tratamento tornou a sua pele hipersensível, evite também os extremos de calor e frio. Não coloque saco de água quente, nem morna, debaixo dos lençóis, pois pode provocar-lhe uma sensação de queimadura. Existem tratamentos que provocam alterações da pele com algumas perdas de sangue. Neste caso, deve aplicar e fazer penetrar os cremes protectores o mais suavemente possível.

         Se sentir comichão, evite, sempre que possível, "arranhar" a pele. Tente controlar a comichão, expondo a parte sensível, visto que o contacto com o ar fresco permite, muitas vezes, um efeito calmante. O talco de mentol ou um leite corporal para peles delicadas tem propriedades apaziguantes. Consulte o seu médico se a comichão persistir.

Podem, entretanto, aparecer-lhe algumas manchas vermelhas durante ou depois do tratamento de radioterapia.

         Algumas doentes que fazem quimioterapia depois da radioterapia, referem que a pele fica vermelha na zona previamente irradiada. Pode fazer desaparecer a comichão ou a sensação de queimadura aplicando compressas frias embebidas em extracto de camomila (duas vezes por dia, durante seis minutos aproximadamente).

       Por vezes, a pele desenvolve reacções de hipersensibilidade aos detergentes, a uma peça de roupa ou a um produto específico.

         Use sempre um detergente suave e neutro, não usando amaciadores.

 

             

N.B: Consulte sempre o seu médico se verificar reacções suspeitas na pele (erupção, imflamação, hipersensibilidade, etc.) que nunc se tenham manifestado antes.

 

publicado por Leandro às 22:17

link do post | comentar | favorito

Cicatrizes

As intervenções cirúrgicas deixam, muitas vezes, traços visíveis. Se algumas cicatrizes se dissimulam com facilidade, debaixo da sua roupa, outras continuam visíveis, nomeadamente quando se situam no rosto ou perto do pescoço. A maquilhagem permite disfarçar eficazmente algumas cicatrizes. Deve, no entanto, pedir opinião ao seu médico assistente e ao cirurgião plástico.

publicado por Leandro às 22:00

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

A imagem corporal

A imagem corporal corresponde à representação mental que fazemos do nosso corpo. A imagem que temos de nós próprios não está necessariamente em conformidade com a nossa aparência geral e objectiva, mas está formada na nossa mente.

Esta imagem constrói-se com todas as nossas experiências de vida, ela reflecte os nossos sentimentos, ideias, valores, assim como as nossas reacções racionais e instintivas perante os estímulos exteriores.

A imagem corporal resulta, igualmente, da consciência desenvolvida em simultâneo pelas formas e dimensões do nosso próprio corpo, assim como a percepção intuitiva. De qualquer forma a nossa imagem corporal é influenciada pela cultura da época, pela moda e pelos grupos sociais em que estamos envolvidos.

A imagem corporal tem repercussões sobre a nossa dignidade e amor-próprio. Ela pode ser susceptível de mudar a cada instante em função dos nossos sentimentos e pensamentos. Por vezes. as sequelas provocadas pela doença ou tratamentos, visíveis ou não, induzem na pessoa uma modificação perceptível de alteração da imagem corporal que pode ser potencializadora de um profundo desequilíbrio.

 

Como reagir às mudanças?

 

Desde o diagnóstico, até à programação de qualquer tipo de tratamento, deve ter informação que algumas alterações não se podem excluir. Pode habituar-se progressivamente à sua nova imagem. A duração deste fenómeno não está bem definido e cada pessoa tem a sua forma de o viver.

Não deve esconder este processo de aceitação, não deve dissimular os seus sentimentos e anseios, pelo contrário, deve expressá-los. Deve colocar aos técnicos de saúde as suas dúvidas e inquietações, conversando abertamente e livremente sobre a sua doença e os seus sentimentos. Converse com a sua família, amigos, médicos. Enfermeiros, pessoal auxiliar, tendo perfeita consciência que qualquer comunicação é feita com base na confidencialidade.

Se sentir profunda tristeza, deve aconselhar-se com um psicólogo ou conselheiro espiritual da sua religião. Se atravessa uma fase de depressão, deve recorrer ao seu médico pois pode necessitar de alguma medicação adaptada a sua situação de perda.

publicado por Leandro às 22:18

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Abril de 2008

Conselhos Práticos

O cancro afecta a pessoa física e psicologicamente. Desde a notícia do diagnóstico a pessoa tem a sensação que o mundo desaba a seus pés.

O desespero é muitas vezes referido, embora não descreva o estado de espirito que afecta a pessoa com o diagnóstico de cancro. Após o primeiro impaco e ultrapassada a angústia e a incerteza, permanecem questões que ficam sem respostas concertas tanto para o doente tanto para os familiares: o veredito da doença, os tratamentos a procura  constante para conseguirem o equilibrio.

Por isso, durante as proximas semanas, no nosso blog, iremos postar informações simples sobre possiveis alterações fisicas e alguns conselhos práticos para reagir positivamente e tomar decisões em tempo útil.

sinto-me:
publicado por Leandro às 18:21

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Medicamentos de Tratament...

. Medicamentos de Tratament...

. Não usar se tiver cancro ...

. Não usar se tiver cancro ...

. Hospital S. João reforça ...

. Cuidados com as unhas

. Laço receberá 1,5€ por ca...

. 2 causas por 1 causa

. Maquilhagem e cuidados co...

. Cuidados com o rosto

.links

.arquivos

. Agosto 2009

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

blogs SAPO