.Músicas

Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

A prevenção é a melhor solução!

A prevenção do cancro da mama é toda e qualquer forma de o diagnosticar precocemente aparecimento deste.

É muito importante fazer exames de rastreio, antes de surgirem quaisquer sinais ou sintomas; só assim poderá ajudar os médicos a detectar e tratar precocemente o cancro. Se o cancro for detectado precocemente, a probabilidade do tratamento ser eficaz e bem sucedido é muito mais elevada.

O médico pode sugerir a realização de exames de rastreio do cancro da mama, antes de se desenvolverem quaisquer sintomas:

 

1.    Auto-exame da mama

2.    Mamografia de rastreio

3.    Exame clínico da mama

4.    Mamografia de Diagnóstico

 

Para a detecção precoce do cancro da mama, é recomendado que:

 

ü Mulheres com 40 anos ou mais, devem fazer uma mamografia (raio-X da mama) anualmente ou em cada dois anos.

ü Mulheres que apresentem um risco aumentado (relativamente à média) de ter cancro da mama, devem falar com o seu médico acerca de fazer uma mamografia antes dos 40 anos, e saber qual a frequência para as próximas.

 

publicado por Leandro às 18:12

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Exame clínico das mamas

Durante um exame clínico da mama, o médico palpa as mamas em diferentes posições: enquanto está de pé, sentada e deitada. O médico pode pedir que levante os braços acima da cabeça, que os deixe caídos ou que faça força com as mãos contra as coxas.

O médico procura quaisquer diferenças entre as mamas, incluindo diferenças invulgares de tamanho ou forma. Na pele, é verificada a presença de vermelhidão, depressões cutâneas ou outros sinais anormais. Os mamilos devem ser pressionados para verificar se existe alguma secreção ou perda de líquido.

O médico poderá examinar toda a mama, usando a ponta dos dedos para sentir quaisquer alterações e/ou nódulos, a área axilar e a área da clavícula, primeiro de um lado e depois do outro (esquerdo e direito), Um nódulo apresenta, geralmente, o tamanho de uma ervilha, antes que alguém o consiga sentir ou palpar. Podem ser verificados os gânglios linfáticos perto da mama, para ver se estão inchados.

Um exame clínico completo da mama, pode demorar cerca de 10 minutos a ser realizado.

publicado por Leandro às 18:10

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Auto-Exame da mama

 Ao contrário de outros órgãos, a mama é um órgão facilmente acessível, através de observação e/ou de palpação, o que logo à partida, permite a detecção de lesões nela existentes. É a própria mulher, que conhece a sua mama e como se modifica durante o ciclo menstrual. Por isso, na maior parte dos casos, são as próprias que o detectam, por vezes ainda, com pequenas dimensões. Ora, quando algo de anómalo é encontrado, há que recorrer ao seu médico para que confirme e, em caso de necessidade, proceda a todo um conjunto de medidas com vista a um diagnóstico correcto. Aconselha-se a sua realização regular a todas as mulheres com mais de 35 anos e a partir dos 30 para aquelas que têm antecedentes familiares. O cancro da mama é curável em mais de 90% dos casos,   quando diagnosticado atempadamente.

 

 Como fazer o auto-exame da mama?


No Duche: Levante o braço esquerdo. Com as pontas dos dedos centrais da mão direita pressione suave, mas firmemente o peito esquerdo. Formando círculos à volta do peito, comece no ponto mais distante do mamilo e repita até chegar ao mamilo. Na mesma posição e exercendo um pouco mais de pressão, palpe a axila esquerda para se certificar que não tem nenhum caroço. Repita esta operação no peito direito, invertendo as posições.


Ao Espelho: Observe os peitos com os braços caídos. Depois coloque as mãos na cintura, inclinando os ombros e cotovelos para a frente. Em seguida ponha as mãos na nuca, pressionando-as ligeiramente. Nestas três posições procure eventuais alterações de cor, tamanho e textura que lhe possam parecer novas ou estranhas.


Deitada: Com uma almofada debaixo do ombro esquerdo estenda o braço esquerdo por debaixo da cabeça.


Palpe o peito esquerdo com a mão direita, seguindo as instruções descritas no 1º passo, não esquecendo a axila. Pressione o mamilo entre os dedos indicador e polegar para detectar se existe secreção. Depois levante o mamilo em conjunto com a auréola para verificar se há mobilidade ou aderência. Faça o mesmo para o peito direito, invertendo as posições.

 

É importante, lembrar que o auto-exame da mama não substitui a mamografia regular de rastreio.

publicado por Leandro às 17:49

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Video sobre prevenção...

Este video visa sensibilizadar as pessoas para a prática da prevenção do cancro da mama, mostrando estatísticas e imagens sobre o tema, bem como, técnicas de prevenção.

publicado por Leandro às 16:51

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Dia Internacional das Crianças com Cancro

O nosso blog tem como objectivo alertar para a problemática do cancro da mama. Contudo, achamos que não devemos ficar indiferentes aos outros tipos de cancro nem às outras pessoas que são afectadas por eles.

 

Por isso, hoje, dia 15 de Fevereiro que é, oficialmente, o Dia Internacional da Criança com Cancro decidimos falar sobre este tema.

 

publicado por Leandro às 18:20

link do post | comentar | favorito

Crianças com cancro

A reacção de uma criança à notícia de que sofre de uma leucemia, de um linfoma ou de um tumor no sistema nervoso central, depende da idade, da estrutura da própria criança, da estrutura familiar e da envolvência. É uma questão transversal a vários campos.

Nem sempre a criança tem consciência real do que se passa com ela. Apenas se apercebe das consequências de algo que está diferente através das alterações das rotinas, as mudanças de comportamento ou o isolamento.


Os pais, que verdadeiramente são os conhecedores do que se passa com os seus filhos, não conseguem, na maioria das vezes, deixar de transparecer para as crianças de que algo está errado. Normalmente, é através dessa alteração de comportamento que os filhos tomam consciência de que há um problema. Pois, muitos pais entram em depressão reactiva, o que é normal. Mas as crianças olham para os pais como barómetro do que se passa na vida delas. Se os pais estão preocupados, então é porque o que se passa com elas é grave. Os pais, que podem ser grande parte da solução, frequentemente, e é perfeitamente compreensível, tornam-se parte do problema. Acontece, muitas vezes, haver mesmo uma paternalização dos filhos em relação aos pais.

 

publicado por Leandro às 18:18

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Adaptar a vida não é abdicar dela!

A melhor forma de lidar com esta situação, além das adaptações necessárias, é incentivar o paciente a manter objectivos, dentro da nova realidade. Afinal, se uma criança ou adolescente conseguia fazer determinadas coisas a 100%, tem de adaptar-se para as fazer a 60 ou 70%, não pode é cair na tentação de achar que não consegue fazer nada. Adaptar a vida, não abdicar dela.

Nessa lógica, é importante que a envolvência em que as crianças estão inseridas esteja preparada para lidar com uma situação altamente estigmatizada.
O transtorno, além da questão afectiva, supera largamente o campo da saúde. Segundo o decreto-lei 347/98, «os trabalhadores têm direito a faltar ao trabalho, até 30 dias por ano, para prestar assistência inadiável e imprescindível em caso de doença ou acidente, a filhos, adoptados ou a enteados menores de 10 anos. Em caso de hospitalização, o direito a faltar estende-se ao período em que aquela durar, se se tratar de menores de 10 anos, mas não pode ser exercido simultaneamente pelo pai e mãe ou equiparados». A lei existe, mas atendendo a que, na melhor das hipóteses, uma situação cancerígena vai estender-se por cerca de dois anos, a estrutura económica da família ficara profundamente abalada, sendo a génese de mais problemas, além dos que já têm de enfrentar.

Os amigos, a escola, todo o mundo da criança podem acarretar questões complexas de serem enfrentadas, pois as pessoas lidam muito mal com a diferença. É fundamental o trabalho de integração escolar, pois, os próprios professores muitas vezes não sabem muito bem como lidar com estas situações. Existem muitos estereótipos em relação a esta doença, apesar das evoluções médicas dos últimos 30 anos, as pessoas ainda associam automaticamente cancro a morte.

Para destigmatizar a doença, os médicos do IPO, quando comunicam que uma criança tem um cancro, não utilizam essa terminologia, adoptando os nomes de linfoma, tumor ou leucemia, entre outros possíveis.

Apesar de todas as condicionantes de uma luta no que diz respeito a um cancro, quer sejam elas de índole fisiológica, ou da envolvência familiar ou social, há muitos casos de sucesso.

 

publicado por Leandro às 18:12

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

O mundo ao contrário

Esta noite a SIC vai repetir a reportagem "O mundo ao contrário " que fala sobre crianças com cancro e da vida delas depois de saírem do hospital, dos pais que mudam totalmente de vida e que ficam com a vida ao contrário, dos profissionais (médicos, enfermeiras, educadores, psicólogos,…) todos eles falam como profissionais e como seres humanos que são. Muitos pais perdem os empregos porque legalmente o estado só dá 11 dias por ano quando muitas das vezes as crianças ficam cerca de quatro meses internados no hospital e a única solução para os pais ficarem com os filhos é meter baixa fraudulenta para não serem despedidos e o número de casais que estão nesta situação acabam por divorciar-se.

Se não conseguir ver a reportagem logo à noite, veja-a aqui...

  

publicado por Leandro às 18:04

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008

Notícia

A propósito de diagnóstico....

 

Análise à saliva poderá detectar cancro da mama PDF Imprimir  

14-Jan-2008
ImageCientistas americanos estão a criar um novo exame para detectar o cancro de mama através da saliva. Segundo um estudo publicado na revista científica ‘Cancer Investigation’, a presença do cancro na mama produz uma mudança na quantidade e nas características das proteínas encontradas nas glândulas salivares.

O novo exame, a ser desenvolvido no Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, nos EUA, poderá identificar a quantidade de proteínas na saliva das doentes, sendo assim possível fazer um diagnóstico precoce da doença.

No estudo, foram analisadas amostras de saliva 30 pacientes, tendo sido identificadas 49 proteínas que diferenciavam as mulheres saudáveis das afectadas pela doença. Segundo os investigadores, esta análise permitiu ainda distinguir os tumores malignos dos benignos.

Na Grã-Bretanha, a saliva já é usada como ferramenta para o diagnóstico de uma série de doenças, inclusive o cancro.

Fonte: 

http://www.cienciapt.info/pt/index.php?option=com_content&task=view&id=39150&Itemid=1

publicado por Leandro às 09:55

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sintomas & Diagnóstico

Esta semana decidimos colocar os sintomas e alguns tipos de diagnóstico que se podem fazer para a detecção do cancro da mama.
publicado por Leandro às 09:49

link do post | comentar | favorito

.Visitas:

.Mapa de Visitantes


Profile Visitor Map - Click to view visits
Create your own visitor map

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Medicamentos de Tratament...

. Medicamentos de Tratament...

. Não usar se tiver cancro ...

. Não usar se tiver cancro ...

. Hospital S. João reforça ...

. Cuidados com as unhas

. Laço receberá 1,5€ por ca...

. 2 causas por 1 causa

. Maquilhagem e cuidados co...

. Cuidados com o rosto

.links

.arquivos

. Agosto 2009

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.Deixe Mensagem!


blogs SAPO